Área está cada vez mais em alta no mercado, a ponto de faltar profissionais especializados

Se alguém disser que existe uma profissão bastante requisitada no mundo corporativo, com altos salários, mas que sofre com a falta de mão de obra especializada para essa área, você acreditaria? Pois ela realmente existe. Trata-se dos devs, forma abreviada para mencionar os desenvolvedores

Esses profissionais são constantemente disputados no mercado, afinal, em um mundo cada vez mais conectado, é essencial contar com pessoas qualificadas para lidar com questões de usabilidade e também visuais, oferecendo uma experiência completa para o consumidor. Hoje, em específico, vamos falar em uma das modalidades dos desenvolvedores: os que trabalham focados em Front-end.

“É uma carreira promissora, já que a transformação digital já faz parte das nossas vidas”, afirma Eduarda Zaneltin, CEO e co-founder da Hub42, empresa pertencente ao Grupo Hprojekt focada em recrutamento e seleção de profissionais tech. Ela também afirma que a procura por esses profissionais aumentou por conta da mudança nas formas de consumo. 

“As companhias hoje se preocupam muito mais com o cliente, ele é o foco de tudo”. Sendo assim, é importante oferecer a melhor experiência para o consumidor não só presencialmente, mas também no digital. E é aí que os Desenvolvedores Front-end entram em cena.

Por que contar com Desenvolvedores Front-end é tão importante?

Podemos afirmar que os devs são importantes para diversas áreas dentro de uma empresa: Isso porque ele se faz presente em diversas áreas essenciais para o sucesso do negócio, tanto em processos internos como em sites e aplicativos que visam trazer a melhor experiência possível para o consumidor.

De maneira sucinta, o Desenvolvedor Front-end é responsável por realizar a codificação de interfaces de diversos sistemas, aplicativos, sites e muito mais. Esse profissional precisa entender diferentes linguagens voltadas para programação e, de preferência, desenvolver habilidades em User Experience (UX) e User Interface (UI).

“Quando chega o momento da transformação digital de uma empresa, onde são criados sites, apps, aumenta o foco em usabilidade, se torna bastante necessário ter um desenvolvedor front-end dentro das empresas para prestar esse apoio”, informa Eduarda. Eles também podem auxiliar no aumento da eficiência operacional das companhias. 

Agora que você já sabe um pouco mais sobre as funções de um Desenvolvedor Front-end dentro das empresas, que tal saber mais detalhes importantes para quem deseja ingressar nessa área? A seguir, falaremos sobre a rotina desse dev e o que é imprescindível saber para se tornar um grande profissional no segmento. Confira! 

O que é preciso para se tornar um bom Desenvolvedor Front-end?

Para se tornar um profissional de referência no mercado, primeiramente é preciso focar em graduações como Tecnologia da Informação, Ciência da Computação e áreas correlatas. Além disso, é importante ser flexível, multifunções e estar sempre disposto a conhecer novas tecnologias.  

Em grande parte das vezes, a graduação não traz todo o conhecimento necessário para desenvolver as atividades que fazem parte da rotina do dev. Sendo assim, é interessante focar em cursos livres para trazer ainda mais conhecimento na realização de seus serviços. Existem diversos sites que disponibilizam cursos online com certificados, auxiliando na capacitação e no desenvolvimento profissional. 

Check list pra quem está começando no Front-end

Para quem quer iniciar nessa área, é muito importante que ela tenha compreensão de todos os passos que deve seguir. Um desenvolvedor deve se atualizar constantemente, já que a tecnologia está mudando de forma cada vez mais rápida. Sendo assim, no primeiro momento é preciso aprender e entender Html e CSS e praticar suas habilidades fazendo sites e estáticos.

Em seguida, com a compreensão das tecnologias citadas anteriormente, é essencial aprender sobre JavaScript, a principal linguagem de programação. Ter conhecimento mínimo de APIs externas e fazer requisições de APIs também é um grande diferencial para quem deseja se destacar no mercado. 

Por fim, entender sobre manipulação de Arrays e Framework, além de React, Angular e Vue atualmente é interessante para poder se candidatar aos cargos mais disputados pelas empresas. E quando falamos em “disputado”, são as empresas buscando de maneira assídua por esses profissionais, já que são poucos que possuem tais qualidades para ocupar os cargos que as mesmas necessitam. 

Para tornar o aprendizado ainda mais efetivo, além de cursos livres, vale acompanhar alguns vídeos no YouTube, portais especializados em tecnologia e também pelo Git Hub, um comunidade na qual profissionais e iniciantes da área compartilham experiências, dão opinião sobre seus trabalhos e consultam uns aos outros. São formais bem legais de agregar ainda mais conhecimento!

Conclusão

O Desenvolvedor Front-end precisa gostar de atuar de maneira direta com interação e também com desenvolvimento voltado para a experiência do usuário, se preocupa em alinhar a parte criativa e artística com uma interface prática e de fácil acesso.

O mercado de tecnologia muda constantemente. É preciso gostar de mudar suas linguagens, ter sede de inovação. Quem tem o hábito de manter uma linguagem antiga como dev, acaba sendo deixado para trás. Por isso, estude, tenha curiosidade, busque aprender sempre mais.

Essa é uma grande oportunidade de crescimento dentro das maiores companhias e todas estão a espera do melhor profissional para ocupar esse cargo. Quem sabe o candidato eleito não pode ser você? 😉

Para mais novidades sobre tecnologia, acesse o portal da Hub42 clicando aqui. 

 

Comments are closed.

EN PT ES