Entrevistamos a recrutadora que nos contou sobre sua experiência de ser autônoma

O Grupo Hprojekt tem como objetivo trazer as melhores soluções de recrutamento e seleção. Para isso, possui atualmente cinco unidades de negócios para atender diferentes demandas: Newik, Hub42, Hprojekt Outsourcing, Beeable e Headhunters.io

A Headhunters.io surge no mercado com uma proposta inovadora: proporcionar autonomia para recrutadores que desejam trabalhar por conta própria, no conforto e segurança de suas casas, mas com a vantagem de contar com uma plataforma que conecta as melhores vagas das melhores empresas com os recrutadores autônomos.

Em um período de tantas mudanças que estamos vivendo, o home office se tornou uma realidade para milhões de brasileiros que tiveram de adaptar suas rotinas. Esse é o caso da Cássia Araújo, que notou na Headhunters.io uma oportunidade de trabalhar em casa, para que assim pudesse conciliar o serviço e também cuidar da filha de 6 anos, que teve suas aulas presenciais suspensas durante a pandemia. 

A recrutadora autônoma Cássia Araújo

Com posição de destaque logo no seu início como recrutadora autônoma, Cássia iniciou com a Headhunters.io fechando um bom número de vagas para grandes empresas já no seu primeiro mês . Sendo assim, a chamamos para um bate-papo a respeito da sua experiência com a plataforma e também para contar mais um pouco sobre sua história. Confira:

1- Primeiramente, gostaríamos de agradecer a sua disponibilidade e queria saber um pouco mais sobre sua carreira.

Sou psicóloga, trabalho há 7 anos na área e venho de RH mais tradicional. No período da faculdade, comecei a trabalhar em consultoria, depois parti para um RH mais estratégico, porque sempre gostei de metodologias ágeis. 

Com a chegada da pandemia, minha vida profissional mudou totalmente. Eu tenho uma filha de 6 anos e por conta da pandemia, suas aulas foram suspensas. Eu também perdi meu emprego, eu tinha acabado de começar a trabalhar como psicóloga em um colégio. Estava fazendo meu trabalho e veio a notícia da pandemia e que tinha perdido o emprego, assim como muita gente. 

2- E quando você decidiu que iria trabalhar de forma autônoma?

Como havia perdido meu emprego de psicóloga escolar, naquele momento eu pensei: chegou a hora de voltar a fazer o que eu sempre gostei de fazer, que é trabalhar com recrutamento e seleção. 

Para voltar para essa área, decidi que ia buscar oportunidades para trabalhar em home office, assim eu poderia conciliar o trabalho com os cuidados com a minha filha, sempre pensando em dar o meu melhor tanto em casa, como onde eu estiver. E a partir de então, comecei a trabalhar com a Headhunters. 

3- Você tem gostado da plataforma? Como tem sido sua experiência em trabalhar nesse formato?

A plataforma é muito intuitiva e muito fácil de trabalhar. Mesmo quando eu encontro alguma dificuldade, acaba sendo bem simples de resolver. Peço ajuda para o pessoal ou pesquiso e logo encontro a solução. Eu gosto bastante, porque o processo é bastante dinâmico.

4- Qual é a sua metodologia de trabalho? 

Quando entro no processo para falar com os candidatos sobre a vaga, eu penso que eu estou “vendendo” a empresa, o cliente e os benefícios. Confiro se tem a ver com o perfil do candidato, se a oportunidade está atrelada ao conhecimento que ele possui, vejo se existe um fit cultural de maneira que eu já faça o encantamento do candidato. Faço isso mostrando o potencial que ele vai ter dentro da empresa, o quanto essa vaga pode agregar mais conhecimento para ele.

5- E o processo de abordagem, como funciona?

Após essa abordagem inicial, entramos na fase que os candidatos ficam mais receosos, que é o momento de passar os dados pessoais. Boa parte das entrevistas eu faço o contato inicial por telefone ou pelo WhatsApp e procuro sempre agendar uma conversa por vídeo.Assim eu consigo fazer a proposta olho no olho, com eles vendo quem é a Cássia que está trazendo essa oportunidade da Headhunters para eles. 

Em seguida, informo que esse é o briefing inicial da vaga, que posteriormente eles vão ter contato com o próprio cliente, para conversas mais específicas. E então eu fico acompanhando a vaga conforme o processo vai acontecendo.

6- Você fechou 3 vagas na plataforma esse mês. Como funciona essa entrega? 

Eu peguei vagas espalhadas por todo Brasil. Então quando vem o desafio, meu primeiro objetivo é entender mais sobre aquela vaga, alinhar. De lá pra cá venho estudando bastante, me especializando mais nas ferramentas e tenho pegado firme. É uma área que eu gosto muito, com o tempo você vai pegando mais agilidade, entendendo mais sobre os perfis. 

7- Pretende estabelecer uma parceria de longo prazo com a Headhunters.io?

Hoje, posso dizer que estou feliz, satisfeita, consigo produzir, posso ter a Headhunters como renda principal ou como renda extra e conciliar com outras atividades (Cássia também atende como psicóloga em um consultório 1x por semana, tendo a Headhunters.io como fonte principal de renda atualmente). 

Quero manter a Headhunters no meu radar, sim. Porque hoje eu estou feliz com o que faço. Posso dizer que já obtive crescimento, aprendizado e consegui apresentar resultados positivos. E que sigo em busca de otimizar ainda mais meus resultados para conseguir produzir ainda mais. 

5-  Deseja deixar uma mensagem para a comunidade de recrutadores?

A Headhunters tem sido uma experiência muito boa. Como uma comunidade de recrutadores, você escolhe a vaga, avalia aquele desafio e confere se você acha que dá conta. Eu, por exemplo, só pego vagas que eu analiso, confiro os atrativos e acredito que vai ter um emplacamento. É uma plataforma dinâmica, prática e objetiva.

E como diz o próprio nome, “Headhunters”, é caçar mesmo, no bom sentido, claro! É caçar os melhores candidatos do mercado para os melhores clientes em uma plataforma que é muito boa de se trabalhar. É sinônimo de adaptabilidade, é uma plataforma perfeita de se trabalhar, eu realmente gosto bastante.

Aproveitamos a oportunidade para agradecer, mais uma vez, a disponibilidade da Cássia para falar com a nossa equipe e parabenizá-la pelo seu desempenho brilhante e impecável na nossa plataforma.

E você? Já pensou em se tornar um recrutador autônomo e trabalhar recrutando pessoas de todo o Brasil (ou até mesmo do mundo!) para trabalhar em grandes empresas e, de quebra, com uma rotina bem mais flexível? Venha ser um Headhunter!

Entre em contato com a gente e conquiste a independência que sempre sonhou! 😉

Comments are closed.

EN PT ES